Terceira idade em forma. Cresce número de idosos realizando exercícios físicos.

Não é de hoje que a terceira idade vem se preocupando cada vez mais com a saúde. Há dez, 15 anos, uma pessoa que chegava aos 60, tinha como rotina ficar em casa, cuidando das atividades do lar e, consequentemente, aumentava os riscos de doenças, principalmente a depressão. Mas esta realidade está mudando. Muitos destes “idosos” aprenderam a conviver com a idade e passaram a curtir mais essa fase, seja viajando, participando de atividades da terceira idade ou indo à academia.

É cada vez mais recorrente o número de pessoas acima dos 60 anos que vem praticando exercícios físicos nas academias. Segundo os especialistas, uma academia, realizada de três a quatro vezes por semana, durante 20 a 30 minutos, já é o suficiente para prevenir diversos problemas de saúde que chegam com a idade. “Além de prevenir, o exercício ajuda a controlar doenças que o idoso pode ter e ajuda a reduzir problemas de hipertensão, diabetes, problemas de colesterol, ajuda a amenizar a depressão, diminui riscos de queda, além de outros benefícios”, explica o geriatra Dr. Daniel Marcolin.musculacaoidosos

Mas, antes de iniciar qualquer exercício físico, é preciso procurar um especialista para realizar uma avaliação médica: “Esta etapa é fundamental para ver se este organismo está apto para aquele tipo de exercício, como ele deve ser praticado frente aos problemas que ele possa ter e o que a gente pode prevenir”, salienta o geriatra, que faz um alerta: “Cada pessoa deve respeitar o seu limite. Se for alguém que nunca realizado um exercício, deve começar devagar e ir aumentando o ritmo com o passar do tempo. O atleta de final de semana não cabe ao idoso”.

É importante salientar que toda a atividade deve ser supervisionada por um profissional da área da Educação Física ou da Fisioterapia, para poder orientar aquele idoso qual é a melhor prática e de que forma fazer: “o que nós vemos muito, principalmente nas academias ao ar livre, são os idosos fazendo exercícios com postura inadequada ou de forma errada e ai o que poderia ajudar pode  prejudica-lo” destaca o Dr. Marcolin.

Antes e durante o exercício físico é preciso adotar alguns cuidados. O primeiro é ter uma alimentação equilibrada. “A pessoa não dever ir para a academia em jejum ou com estomago pesado. O ideal seria comer um pedaço de pão, uma barra de cereal ou uma fruta. Também é preciso se hidratar antes, durante e depois do exercício e usar roupas confortáveis”, destaca o geriatra.

O horário e vestuário também são importantes. No verão, o ideal é realizar o exercício no início da manhã ou final da tarde, quando o sol não está tão forte. Jamais realizar exercícios antes de dormir, por que atrapalha o sono. Já no inverno pode ser realizado em qualquer horário.

Quanto ao vestuário, a recomendação é utilizar roupas leves e um tênis adequado para a ocasião. Para o inverno uma dica importante: “A gente orienta para que o idoso não fique muito tempo suado, com a roupa molhada, por que pode provocar alguma doença. A dica é, sempre que possível, trocar de roupa antes de deixar o ambiente em que está realizando o exercício físico”, salienta o Dr. Marcolin.