Remédios podem ter um reajuste entre 5% e 7,7%

Remédios com preços controlados pelo governo deverão ter um reajuste entre 5% e 7,7%, de acordo com a categoria a qual pertencem. Os valores, que passam a valer a partir da próxima terça-feira, foram calculados pela indústria com base nos fatores divulgados ontem pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

remediosAs taxas oficiais deverão ser anunciadas pelo governo nos próximos dias, mas dificilmente deverão variar em relação aos valores calculados agora pelo setor produtivo.

As regras da CMED valem para cerca de 20 mil itens do mercado farmacêutico, como antibióticos. Produtos com alta concorrência no mercado, fitoterápicos e homeopáticos não estão sujeitos a esses valores. Para esse grupo, o preço pode variar de acordo com a determinação do fabricante.

Fonte: ClicRBS