Educar e a frustação dos pais

No dia a dia ensinar aos pequenos sentar à mesa e almoçar com a família, fazer os temas todos os dias, dormir no seu próprio quarto, comprar somente um item no mercado, e lidar com a raiva quando perdem uma competição, são atividades desgastantes aos pais. Em muitos momentos parece menos dispendioso quando compramos os 9 itens que a criança quer no mercado para que ela pare de chorar o mais breve possível.

No entanto muitos pais não percebem que estão reproduzindo a lei do menor esforço com seus filhos.     Quando falamos em educar crianças estamos trabalhando com ensinar os filhos a entender frustrações, limites e tolerar situações e emoções desagradáveis. Entretanto indo mais adiante, esse processo envolve, limites e tolerar passar por situações desagradáveis,  gerenciar as nossas ansiedades, medos e raiva, e estar em contato com as nossas frustrações. Frustração é uma resposta emocional quando as nossas expectativas não se realizam.

No momento que colocamos uma criança de castigo pela primeira vez, o comportamento dela possivelmente será de chorar, gritar e utilizar toda a sua força para sair daquela situação desagradável, a qual ela nunca tinha vivido. Esqueça a fantasia que seu filho que tem dificuldades para obedecer as suas ordens irá para o castigo sem fazer manha. Até então esse sempre foi o comportamento que teve resultado na sua casa. Você dava uma ordem, ele chorava, fazia manhã, a casa inteira ficava irritada e vocês acabam cedendo para a criança. Portanto levará tempo para que a criança entenda que precisa mudar seu comportamento. E isso fará VOCÊ passar por um misto de frustação, triste e raiva.

Esse tempo será o tempo em que a criança mais irá testar você. É importante ter em mente que aquela situação é passageira, e que é necessário tolerar os sentimentos que você esta passando. Afinal é você o modelo do seu filho e, também é olhando para você que ele aprenderá como passar por essas emoções. Se você acredita que passar por frustação, raiva, tristeza na hora de educar é insuportável, é isso que o seu filho esta aprendendo. Que passar por essas emoções é intolerável.

Aprenda a tolerar a sua angustia no primeiro dia de aula do seu filho. Se ele o ver bem, entenderá que pode ficar naquele local novo e que é seguro. Contenha a sua raiva e frustração quando o seu filho está fazendo birra e ignore os comportamentos inadequados, afinal quanto mais atenção você dá para a birra, mais resultado ela traz para a vida de seu filho. Gerenciar as nossas frustrações ao educar ensina as crianças que nem sempre teremos nossas expectativas realizadas, essa é a vida real. Mas mesmo assim podemos ter uma vida saudável emocionalmente, tolerar os momentos desagradáveis e aproveitar os de prazer.

Mariana Machado – psicóloga