Dicas de saúde para idosos no inverno

A população com idade superior aos 60 anos está aumentando em todo o país e, apesar da faixa etária, ainda tem muito a oferecer para a comunidade, principalmente experiência de vida. Mas, para que isso seja possível, é preciso que estes homens e mulheres cuidem, em primeiro lugar, da sua saúde e é para isso que existe o médico geriatra, que já deve ser acompanhado desde os 45 anos de idade para realizar uma avaliação da saúde de uma forma preventiva, evitando assim doenças que chegam com o envelhecimento.

Um envelhecimento de qualidade só acontece a partir do momento que as pessoas tenham alguns cuidados com a saúde, como por exemplo, não fumar, não beber, ter cuidados com a hidratação, pois isso faz com que muitas doenças sejam prevenidas ou retardadas, como é o caso da pressão alta, diabetes.

Com a chegada do frio e, principalmente do inverno, os idosos ficam mais suscetíveis a certas doenças e dificuldades no seu dia-a-dia. A seguir alguns cuidados durante esse período do ano.

Alimentação:casal-de-idosos_1360701929_img

  1. Manter ingestão adequada de líquidos. Evitar bebidas muito quentes ou muito geladas;
  2. Ingerir frutas da estação, como laranja e bergamota, que são ricas em vitamina c e fortalecem as defesas do organismo. Gengibre, quinoa, linhaça, cenoura, amêndoas e castanhas também tem influência no sistema de defesa;
  3. Evitar excesso de sal e doces.

 

Vestuário:

1. Usar r6Tpoyr7Rcoupas quentes que mantenham o calor do corpo. Evitar roupas muito apertadas;

2.Ao fazer atividade física, evitar ficar com roupa molhada pelo suor. Trocar por roupa seca imediatamente após o término da atividade

3.Utilizar mantas para aquecer o pescoço e gorros para a cabeça, podendo ampliar para as orelhas

4. Retirar as cobertas e as roupas do guarda-roupa antes de iniciar o inverno, lavando-as ou, pelo menos, deixando-as expostas ao sol para limpar dos ácaros e fungos que se depositam nos tecidos por terem ficado meses guardados. Sacudir as roupas a fim de retirar insetos ou aranhas que possam estar no meio das roupas;

 

Exercício físico:Programa_de_envelhecimento_ativo1

  1. É muito importante manter atividade física no inverno. Preferir horários em que a temperatura esteja mais quente. Se for ao ar livre, fazer sob a luz solar;
  2. Manter hidratação durante a realização da atividade física;
  3. Utilizar tênis adequado e roupas adequadas para a pratica do exercício físico;
  4. Fazer alongamento antes e após o treino.

 

Ambiente doméstico:

  1. Arejar a casa diariamente. Apesar do frio, a casa precisa ter seu ar renovado diariamente. Abra portas e janelas, de preferência nos momentos em que haja luz solar. Isto previne transmissão de doenças do inverno;
  2. Manter arejados armários e roupas;
  3. Ao utilizar aquecedores elétricos, lareiras ou fogões a lenha para aquecimento do ambiente, manter-se sempre no local, a fim de roupa-passando-da-senhora-idosa-na-casa-59123146perceber e amenizar riscos de incêndio;
  4. Evitar mudanças bruscas de temperaturas entre os ambientes. Se for tomar banho quente, aqueça previamente o banheiro e o ambiente em que estará após o banho, evitando choques térmicos;
  5. Ao sair de casa, encerre o funcionamento dos aquecedores minutos antes, para amenizar a mudança brusca da temperatura de um ambiente quente para o frio da rua.

 

 

 

Cuidados com a saúde:

  1. Manter vacinas em dia. Além de vacina para gripe, existem outras vacinas que auxiliam a prevenir doenças frequentes no inverno, como pneumonias e infecções de vias aéreas superiores;
  2. Monitorar a pressão arterial. No inverno a pressão tende a ficar mais alta, podendo ser necessário ajuste na dose dos remédios;
  3. Atenção redobrada ao coração. No inverno há maior risco de infarto. Sinais de dor no peito, ou de desconforto no tórax procurar imediatamente um setor de pronto atendimento para avaliação;
  4. Pneumonias podem ter sintomas atípicos nos idosos. Pode haver pneumonia sem febre, tosse ou dor para respirar, podendo o único sintoma ser cansaço ou alteração no comportamento, estando mais confuso, sonolento ou agitado;
  5. Evite a automedicação. Existem muitos remédios ditos antigripais vendidos sem receita médica em farmácias que podem ser perigosos aos idosos. Utilize apenas remédios prescritos pelo médico.